Seguindo o blog

Postagem em destaque

PERFUME DE MULHER - Soneto

Tu que tens os aromas e as cores Da beleza que invade meu querer Adornada em paisagens de amores Adentrando o oasis do meu ser....

domingo, 23 de março de 2014

O POETA

 O  poeta, mesmo sem percebermos,  faz parte da vida de todos nós. Por incrível que pareça, o poeta ás vezes, sabe coisas sobre nós  que nem imaginamos. Como por exemplo, quando ouvimos aquela música que amamos, porque ela toca lá no fundo do coração. Nesse momento, o autor daquela música, que também é um poeta, mesmo sem saber de nossa  existência conseguiu nos tocar. Até mesmo em uma novela, as pessoas se emocionam com as estórias de amor, com cenas românticas, porque elas são repletas de poesia. Poeta não é apenas quem escreve versos, mas aquele que sabe iinterpretar a vida, que conhece, que sabe interpretar sentimentos e sensações, mostrando para as pessoas o que elas têm de bom, ou mesmo de ruim. Quer queiramos ou não, a poesia sempre fez e sempre fará parte de nossas vidas, quer seja apenas por alguns instantes ou durante uma vida inteira. Foi pensando nisso  que escrevi  o poema   O POETA, que não se trata de mim, evidentemente, mas que tenta  retratar o poeta de uma forma geral e também  procura despertar o poeta interno, que existe em cada um de nós.


Sou como a estrela cadente
Cruzando os ares sem fim,
Levo em meus pensamentos
Mais de ti do que de mim.

Sou altivez da beleza,
Sou o encanto da canção
Sou avidez do olhar,
A espuma branca do mar,
O pulsar de um coração.

Faunas e floras de encantos,
Miragens de pensamentos,
Sentir susurrar o vento
E conversar com a lua.
O olhar de uma deusa nua
Que me traz inspiração
São estes meus cabedais,
Que pra mim são tão reais
Quanto minhas próprias mãos.

Eu sou a luz do olhar
Sou o que você quer ver.
Estou dentro de voce.
E te faço companhia.
Na claridade do dia,
Em tuas noites sem sono,
Sou eu quem te afaga o peito.
Nas horas de abandono.

Sou eu quem te acaricia
Do jeito que voce quer
Quando o desejo vier
Não tema, deixe fluir.
Encoste seu corpo em mim,
Ouça so som da minha voz.
Imagine que entre nós,
Já não existem segredos
Para amar nunca é tarde
Pra ser feliz nunca é cedo.

Deixa que eu seja a chave
Que abre tua comporta
A lâmina que te depila
Suavemente e não corta.
Sou a tua intimidade,
Eu sou o som do teu grito
Que ecôa em liberdade
Ver tua felicidade
Para mim é o que importa.

Sim, eu sou poeta.
Nasci entre tons e cores
Herdei o dom dos amores
Saboreados em versos.
Porém a ti eu confesso
Que amor só tenho um.
Por esse amor me abstenho
De qualquer outro prazer.
Se ainda não entendeu
O que tento te dizer,
Não tem problema, eu confesso
O meu amor é você!

José Bento

4 comentários:

  1. A mão de deus escreveu mais um milagres, que nos fazem feliz, que enchem nossa alma de paz. parabéns meu anjo pelo belissimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Lindos versos, que foram caminhando e crescendo até a final confissão de amor.
    (Obrigada pela visita, que retribuo, com prazer).
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Vim agradecer a visita e desejar muito sucesso a essas páginas.
    Os seus versos são excelentes. Abraço

    ResponderExcluir
  4. Eita . Veja só...Que bom que estou certa.
    Seu olhar e sua generosidade me felicitam ao fazer contato com suas letras. Parabéns.

    ResponderExcluir