Seguindo o blog

Postagem em destaque

PERFUME DE MULHER - Soneto

Tu que tens os aromas e as cores Da beleza que invade meu querer Adornada em paisagens de amores Adentrando o oasis do meu ser....

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

VIDA EM CURSO



Minha estória de vida está em curso.
Ela diz que eu me encontrei comigo mesmo
Cada parte de mim tem uma estoria
Cada estoria, conquistas e vitórias.
Que se firmam nos mesmos ideias.
Não me atenho a projetos colossais,
Mas eu conto humildemente minhas glórias.

As estórias se acumulam nessa lida
Aumentando sempre mais o seu contexto
E não uso de artifícios nem pretextos,
Que me possam corromper as atitudes,
Nem preciso atrelar-me a amiúdes,
Ou ainda me servir de moral torta.
Se agrado, muito bem, se não,lamento!
Não me culpe quem não pode enxergar
O que está muito além de uma porta.

Minha história se faz de muitas páginas,
São escritas de foma bem legível.
Deste modo não fica suscetível
A vislumbres de erros ortográficos
E não tem divisores paragráficos,
Nem tão pouco encontros polifônicos,
Nem grafismos nem tônicos nem distônicos,
Que atrapalhem a sua compreensão.
Mas eu devo avisar de antemão
Quem o ler, pensará ter algo errado,
Pois olhando o papel de lado a lado
Não verá nem se quer uma palavra.
Não há notas explicando nem ressalvas,
Informando que existe algo escrito.
Mas não fique o dito por não dito,
Pois não quero ser eu mesmo o meu algoz
E por isto lhe direi de viva voz
O porquê dessa forma de expressão.

Sou apenas aprendiz do meu destino
Sou por fim, estudante de mim mesmo.
Mas não quero só falar assim, a esmo,
Sem que haja pelos outros compreensão.
Observe que a palma de sua mão
Mostram linhas em um leve tracejado
E por mais que se tenha comparado,
Não existe outra igual em todo o mundo
Os mistérios se nos mostram tão profundos
Mas, as vezes, basta apenas querer ver.
Mas agora que falei de quem sou eu,
Você já se perguntou quem você é?
Pense bem, não tenha pressa
Responda quando puder.

Minha estória de vida está em curso
Sendo escrita de segundo a segundo
E não são mesquinharias desse mundo
Que dirão quem sou eu e o que sou.
Sou bem mais do que possa imaginar
Os que têm sua visão debilitada
Pois sou página de vida registrada,
Ressonante de méritos reais
Construindo meus próprios ideais
Baseados em novos horizontes
Procurando beber da eterna fonte
Na regência das leis universais.
E por mais que eu tente definir-me
Será pouco, pois eu sempre serei mais
Minha estória de vida está em curso,
Eu sou vida, sou o amor, eu sou a paz.

José Bento


Nenhum comentário:

Postar um comentário